Conectado com

A Salvação em Primeiro Lugar! PARTE 1

Pastores

A Salvação em Primeiro Lugar! PARTE 1

Por Pastor Claus Klützke

 

“Buscai primeiro o Reino de Deus e a sua justiça…” (Mt 6:33 a)

Infelizmente, vivemos o tempo em que se coloca os interesses do homem na frente dos de Deus. Tem se deixado em segundo plano a parte mais importante, que para Deus é a principal: a Salvação da alma. Tem-se dado pouca importância àquilo que é prioridade de Deus, para supervalorizar interesses meramente humanos. Pode-se dizer então: querem os presentes de Deus, mas ao mesmo, tempo recusam o presenteador! Querem a bênção, mas negam o abençoador, que é o próprio Deus! Fala-se muito sobre temas que enfatizam o bem estar físico e financeiro das pessoas, e pouco sobre temas que tratam da prática e da obediência dos princípios bíblicos e seus valores. Pouco se fala da Salvação da alma; da necessidade do encontro do homem com Deus; do arrependimento; da confissão dos pecados; do Novo Nascimento; da Fé Salvadora, onde se confessa com os lábios e se crê com o coração que Jesus é o Senhor. Vejamos o que a Bíblia diz: “A saber: Se com a tua boca confessares ao Senhor Jesus, e em teu coração creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, serás salvo.” (Rom 10:9) É muito show e pouca adoração; muita ênfase na quantidade e pouca qualidade; muito movimento e pouco agir do Espírito; muito culto ao homem e pouco culto a Deus; muita retórica e argumentação e pouca leitura e prática da Bíblia, pouca obediência a Deus. “E aquele que ouve estas minhas palavras, e não as cumpre, compará-lo-ei ao homem insensato, que edificou a sua casa sobre a areia; e desceu a chuva, e correram rios, e assopraram ventos, e combateram aquela casa, e caiu, e foi grande a sua queda.” (Mt 7:26,27). A anunciação das Boas Novas do Evangelho de Jesus Cristo, a obediência à Palavra de Deus e a prática dos valores ensinados por Jesus à Igreja primitiva, para muitos hoje está em segundo plano. Acham antiquado, desatualizado, julgam não tão necessário, sugerem adaptações, para se adequar aos interesses contemporâneos. Passamos a inovar tanto, nos modernizamos de uma maneira, que acabamos trazendo para dentro da Igreja ensinamentos que não são bíblicos, totalmente fora da verdade da Palavra de Deus. É necessário que voltemos às origens. Basta olharmos para a Igreja Primitiva, como ela praticava a Fé num todo, abstendo-se do pecado e vivendo em obediência na presença de Deus.

A primeira igreja era composta de discípulos, fiéis ao seu Mestre. A primeira igreja não era uma denominação religiosa, mas um grupo de cristãos decididos a seguir a Cristo de todo o coração. Eles não sabiam o que é um cartão de membro, não se preocupavam com o rol de membros, não tinham placa que os identificava, mas ainda assim eram conhecidos pelo seu vigor, unidade fraternal, por sua grande fé e fidelidade a seu Senhor. A ênfase não era dada ao nome de uma religião, não visavam uma Organização em si, mas, priorizavam acima de tudo o Mestre Jesus. Tudo o que faziam, o faziam como se fosse para o Senhor. “E tudo quanto fizerdes, fazei-o de todo o coração, como ao Senhor, e não aos homens,” (Col 3:23).

Reuniam-se no templo, nas casas para cultuarem a Deus. Serviam a Jesus de todo o coração. “E perseveravam na doutrina dos apóstolos, e na comunhão, e no partir do pão, e nas orações. E em toda a alma havia temor…”

“E, perseverando unânimes todos os dias no templo, e partindo o pão em casa, comiam juntos com alegria e singeleza de coração, louvando a Deus, e caindo na graça de todo o povo. E todos os dias acrescentava o Senhor à igreja aqueles que se haviam de salvar” (Atos 2:42, 43a, 46, 47)

Pastores

Continuar Lendo
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais em Pastores

  • Pastores

    Espinho

    Por

    Por Pastora Mariana Wild Desde que o mundo é mundo, o homem atravessa lutas e dificuldades....

  • Pastores

    O peso da culpa

    Por

    Por Pastor Farnei Everaldo Thiele [Eu tenho por certo que todos nós, ou pelo menos a...

  • Pastores

    Como saber se sou mesmo um cristão?

    Por

    Por Pastor Thiago Rodrigo Smaniotto Um cristão é alguém que entendeu que existe por causa de...

  • Pastores

    Sagacidade e ingenuidade

    Por

    Por Pastor Dorival L. Seidel Tem de haver um equilíbrio muito grande entre a sagacidade e...

  • Pastores

    Fomos criados para cumprir um Propósito

    Por

    Por Pastor William Dornellas Muitos vivem a vida hoje sem entender porque existem! Muitos têm uma...

Artigos Populares

Para o Topo