Conectado com

A importância das metodologias ativas para a transformação da escola

Educação

A importância das metodologias ativas para a transformação da escola

Por Prof. Ms. Adriana da Cunha – Coordenadora Pedagógica do Ensino Fundamental II e Ensino Médio – Colégio Evangélico Martin Luther

 

Metodologias são diretrizes que orientam os processos de ensino e aprendizagem, sendo concretizados por meio de estratégias, abordagens e técnicas concretas, específicas e diferenciadas.

 

Neste sentido, as metodologias ativas constituem, portanto, alternativas pedagógicas que colocam o foco de todo o processo de ensino e de aprendizagem no aprendiz, envolvendo-o na aprendizagem por descoberta, investigação ou resolução de problemas.

 

Elas são pontos de partida para alcançar processos mais avançados de reflexão, de integração cognitiva, de generalização, de reelaboração de novas práticas. Metodologias ativas não é um tema novo, porém, destaca-se atualmente. Estudos têm demonstrado cada vez mais que, cada pessoa, sendo criança ou adulto, aprende de uma forma diferente, ativa, a partir do contexto em que se encontra.

 

Desta forma, destaca-se a importância destas metodologias, pois elas buscam criar situações de aprendizagem nas quais os aprendizes pensam, realizam e conceituam o que fazem, constroem conhecimentos sobre os conteúdos envolvidos nas diversas atividades, desenvolvem capacidade crítica, refletem sobre as práticas que realizam, fornecem e recebem feedback, aprendem o processo de interação, explorando atitudes e valores pessoais.

 

Metodologias ativas em contextos híbridos – que integram as tecnologias e mídias digitais, realidade virtual e plataformas adaptativas – trazem mais mobilidade, possibilidade de personalização, de compartilhamento, de troca de experiências diferentes de aprendizagem, tanto dentro e fora da sala de aula, como dentro e fora da escola. Permitem combinar e integrar de forma equilibrada: a aprendizagem individual (na qual cada estudante percorre e escolhe seu caminho, ao menos parcialmente, e avança no seu ritmo, buscando maior autonomia, ou seja, a personalização do processo); a aprendizagem em grupo (que acontece através de projetos, problemas, desafios, debates, instrução por pares e jogos) e a tutoria (em que a ação docente é mais direta, problematizando, orientando, ajudando na síntese e avaliando).

 

Não é suficiente planejar metodologias ativas de forma isolada. Elas fazem sentido em um contexto de mudança estruturada e sistêmica. Assim, as metodologias ativas podem revelar o seu verdadeiro potencial, contribuindo para redesenhar as formas de ensinar e de aprender, a organização da escola e dos espaços, a avaliação e o currículo.

 

São muitos os benefícios que podem ser alcançados ao trazer as metodologias ativas para dentro da sala de aula, sendo o principal a transformação na maneira de conceber o aprendizado, ou seja, alcança-se êxito ao proporcionar que o aluno pense de maneira diferente e resolva problemas conectando ideias que, em princípio, parecem desconectadas.

 

Adaptado do texto Metodologias Ativas para uma aprendizagem mais profunda, In BACICH & MORAN (Orgs). Metodologias ativas para uma educação inovadora. Porto Alegre: Penso, 2018.

 

“Se, a princípio, a ideia não é absurda, então não há esperança para ela.” Albert Einstein

Educação

Continuar Lendo
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais em Educação

Artigos Populares

Semeando a Palavra

Dinheiro!

Refletindo

Somatização

Deus de Detalhes

Suas escolhas

Para o Topo