Conectado com

Pastores

A justiça de Deus

Por pastor Neimar Plack Brauwers – Igreja Evangélica Congregacional do Brasil (IECB) – Nova Santa Rosa

A grande mensagem da Páscoa é a justiça de Deus estendida ao homem por meio de Jesus. Paulo fala da justiça em Romanos 5, dizendo que Deus reconciliou consigo inimigos ímpios e injustos (9-10), concedendo-lhes paz com Deus por meio de Jesus Cristo (v.1). O que nos leva a considerar dois detalhas fundamentais, ou seja, a noção de que toda a humanidade está desviada de Deus; e somente Deus pode reconciliar o ser humano.

A justiça de Deus refere-se ao fato de que toda a humanidade está desviada de Deus, ou seja, separada em virtude do pecado cometido por Adão e Eva, conhecido como pecado original. Em virtude disto, não existe um justo sequer, que alcance a Salvação por conta própria, visto que o pecado escraviza e cega o ser humano, fazendo sua alma escrava e destinada ao fogo eterno. Esta é a realidade da humanidade, porém, Deus aplica a Sua justiça por meio de Jesus Cristo, que sofre pelos pecados da humanidade e paga o preço da dívida, e concede a graça da justificação mediante a fé em Jesus Cristo a todo aquele que Nele crê (Jesus Cristo). Por isso que Paulo fala que Deus reconcilia, pois é um ato proveniente da livre vontade do Todo Poderoso, que ao invés de punir e aplicar o seu devido castigo à humanidade, propicia um meio de redenção, ou seja, Ele age em favor da humanidade concedendo justiça por meio de Seu Filho.

Por este motivo, o cristianismo proclama que a Salvação é obra de Deus e realizada mediante Seu Filho Jesus Cristo, mas somente é alcançada por aquele que nasce de novo. Uma vez que Deus perdoa os pecados da pessoa e a reconcilia, este indivíduo está livre da condenação eterna e em paz com Deus, visto que aquilo que o separava e tornava rebelde, foi removido por Deus mediante Seu Filho Jesus Cristo. O que torna a mensagem da justiça estendida ao homem, a grande mensagem da Páscoa, visto que se não fosse Deus agir em nosso favor oferecendo Seu Filho como sacrifício, não teríamos o perdão dos pecados e ainda estaríamos a mercê da escravidão do pecado e caminhando rumo à condenação eterna. Deus age em favor do homem, lhe mostrando o caminho, a verdade e a vida (Jo14:6).

Portanto, Deus age de forma graciosa, concedendo mediante seu Filho Jesus Cristo, a oportunidade de redenção. Páscoa é reconciliação, perdão e paz, onde o homem pecador redimido celebra a graça da justificação. Além disto, temos ainda a ressurreição, pois Cristo além de pagar o preço da dívida que cabia a nós, morrendo na cruz, também ressuscitou, demonstrando o poder sobre a morte e passando a mensagem da vitória que vem em conjunto com a justificação.

Pastores

Continuar Lendo
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais em Pastores

  • Pastores

    Startups e Deus

    Por

    Por Pastor Alfredo Bischoff Faz algumas décadas que o mundo se conectou geral. As pessoas têm...

  • Pastores

    É o apocalipse?

    Por

    Por Pastora Sandra Helena Fanzlau Essa pergunta me foi feita diversas vezes neste último ano. Em...

  • Pastores

    Como triunfar sobre as dificuldades da vida

    Por

    Por Reverendo José Roberto de Souza    “Jabes foi mais honrado do que seus irmãos. Sua mãe lhe...

  • Pastores

    Coronavírus (COVID-19). E agora?

    Por

    Por Pastor Adimar Pufal João 16:33 “Estas coisas vos tenho dito para que tenhais paz em...

  • Pastores

    Planos estabelecidos

    Por

    Por Ev. Fausto Freitas Provérbios 16:1-3: “Do homem são as preparações do coração, mas do Senhor,...

Artigos Populares

Para o Topo