Conectado com

Momento A2

Beijo no falecido

      Beijo no falecido, é estranho.

Eu vi esta cena e fiquei surpreso. Estávamos em um velório de um homem desconhecido que morreu inesperadamente. A mulher estava ao lado do caixão desesperada. Ela olhava com profunda tristeza para o corpo dele. Acariciava o rosto e chorava profundamente como quem não acreditava na realidade da morte.

Em meio ao desespero e lamento, ela deu um beijo calmo e longo nos lábios do falecido. Sua alma parecia gritar: “Fica comigo, eu quero mais um abraço, mais um beijo!”
Observar aquela cena foi muito estranho. Minha esposa estava ao meu lado e me olhou surpresa. Realmente, beijar na boca do falecido, é estranho.

No momento em que minha esposa me olhou surpresa com a cena, um pensamento veio a minha mente. “Hoje podemos nos beijar, amanhã pode parecer estranho”.

No minuto seguinte da morte, não se consegue mais transmitir o amor. Não se recupera o beijo não dado, o perdão não concedido. Não se recupera o convite para um jantar ou as férias não tiradas, devido a ganância. Não se recupera a caminhada a dois, que foi substituída pelas navegadas na internet. Não se recupera as cócegas não feitas e risadas não dadas, por causa do excesso de seriedade e preocupações.

Por maior que seja a vontade, ali só estará o corpo. Beijos e abraços não damos em corpos, damos em pessoas de “corpo e alma”.

“Tudo tem o seu tempo determinado!” Eclesiastes 3:1

Momento A2
Pastor Isaí Marcelo Hort - Igreja de Deus MCR

Continuar Lendo
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais em Momento A2

  • Momento A2

    Como você chama seu marido?

    Por

    Existem apelidos românticos e outros que são engraçados, que só a esposa pode usar para descrever...

  • Momento A2

    Conheça o som do “motor”

    Por

    O carro que eu estava dirigindo fazia um pequeno barulho no motor. Levei ao mecânico, que...

  • Momento A2

    Cuide da lataria

    Por

    Ela também faz parte do carro! Não quero supervalorizar a “lata”. É o motor que faz...

  • Momento A2

    Como você chama a sua mulher?

    Por

    Quando morei na Alemanha, ouvi falar que conforme os anos de casamento passam, os “animais” vão...

  • Momento A2

    O real valor do matrimônio

    Por

    As comparações nos artigos anteriores foram apenas para simbolizar e ajudar na compressão de alguns detalhes....

Para o Topo