Conectado com

Termômetro ou termostato?

Recarga

Termômetro ou termostato?

“E não nos cansemos de fazer o bem, pois no tempo próprio colheremos, se não desanimarmos”. Gálatas 6:9

Você sabe o que é um termômetro, né? É um instrumento inventado por Galileu no século XVI, muito conhecido e usado por todos, que serve para registrar a temperatura de um determinado ambiente. Apesar de ele viver descendo e subindo, conforme as alterações, ele nada pode fazer para alterar a atmosfera do ambiente, ao contrário disso, ele mesmo é alterado pelas variações.

E quanto ao termostato? Você sabe o que é? É uma ferramenta mais complexa, que ao ser ligada a um sistema de ar condicionado, tem a extraordinária habilidade de não apenas medir, mas trabalhar para alterar a atmosfera ao seu redor.

No que diz respeito à vida cristã e sua convivência neste mundo, você está mais para um termômetro ou para um termostato?

Ambientes podem ser tóxicos! Mas existem maneiras de desintoxicá-los. Deus quer criar ambientes saudáveis, ambientes onde reine uma atmosfera do Céu. A transformação desse ambiente precisa começar em cada um de nós, para depois poder ajudar outros. Assim como a orientação em uma aeronave é de que em caso de emergência primeiro a máscara de oxigênio deve ser colocada em si mesmo, para a partir daí poder auxiliar os outros. Que sejamos primeiro um termostato para nossa própria mente, quando pensamentos tóxicos e mentirosos baterem a porta, que possam levar um sonoro não!!

Muitas vezes, o ambiente de nossos relacionamentos sofre com o frio congelante da apatia, distração e falta de amor. O congelamento emocional, às vezes, é tão forte em um casamento, por exemplo, que se pergunta para o marido e ele acha que está tudo bem, mas quando se pergunta para a esposa, esta já está a ponto de explodir. Crianças criadas e tratadas como verdadeiros desconhecidos dentro de suas próprias casas, enchendo-se de valores bem diferentes dos apresentados pela Palavra de Deus.

Outras vezes, a alta temperatura das brigas e calúnias derrete o contentamento e contamina a atmosfera assim como o enxofre de um vulcão.  O padrão é viver sufocado e sufocando em meio a reclamações e intrigas.

Nós somos termostatos, cada um de nós. Se você chega em um lugar preocupado, ansioso, inquieto, irado, isso é exalado de você e influencia a atmosfera daquele lugar. Sem intenção, acabamos enchendo a atmosfera do lugar com tudo isso.

Mas o que aconteceria se vivêssemos de maneira intencional? Se tomássemos consciência de quem realmente somos? Filhos de Deus, amados por Ele, com uma missão clara de implantar o Reino onde quer que estejamos?

Se mantivermos isso em frente aos nossos olhos, e refletirmos isso em nossas palavras e atitudes, seremos transformadores de ambientes. Nem o frio terá o poder de congelar, nem o calor de queimar a paz de Deus, que excede todo entendimento em nossos corações!

Recarga
Thiago Rodrigo Smaniotto - Pastor da Igreja Evangélica A Verdade que Liberta

Continuar Lendo
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais em Recarga

  • Recarga

    A graça que te sustenta

    Por

    “Minha graça te basta, pois meu poder se aperfeiçoa na fraqueza”. 2 Coríntios 12:9   O...

  • Recarga

    Quando o fraco vira forte

    Por

    “Mas Deus escolheu o que para o mundo é loucura para envergonhar os sábios, e escolheu...

  • Recarga

    Três razões para perdoar

    Por

    “Suportem-se uns aos outros e perdoem as queixas que tiverem uns contra os outros. Perdoem como...

  • Recarga

    Ano novo e vida nova!

    Por

    “Esqueçam o que se foi; não vivam no passado. Vejam, estou fazendo uma coisa nova! Ela...

  • Recarga

    Deus conhece o fim da história!

    Por

    “Como vocês sabem, nós consideramos felizes aqueles que mostraram perseverança. Vocês ouviram falar sobre a paciência...

Para o Topo