Conectado com

Como anda a sua vida financeira?

Espaço Financeiro

Como anda a sua vida financeira?

Por Francielle Carla Trento Raupp – Assessora de Desenvolvimento do Cooperativismo da Sicredi Aliança PR/SP

A educação financeira surge como resposta para orientar a tomada de decisões, informando sobre os serviços financeiros ofertados, sobre necessidades e desejos de consumo, de necessidades de poupança, financiamento e juros, investimentos e rendimentos. O grande propósito é auxiliar as pessoas a lidarem com a sua renda, com a gestão do dinheiro, com gastos e empréstimos, decisões de poupança e investimentos e no seu consumo consciente, buscando uma melhor qualidade de vida tanto hoje, quanto no futuro, proporcionando a segurança material necessária para aproveitar os prazeres da vida e, ao mesmo tempo, obter uma garantia para eventuais imprevistos.

Esta educação ganha ainda mais importância com o incentivo cada vez maior da mídia ao consumo desenfreado. Somos educados desde cedo a ser um bom consumidor e a negociar produtos e serviços, mas não aprendemos da mesma forma a fazer a gestão do dinheiro e a guardá-lo pensando no futuro.

Você já teve aquela sensação que o seu salário simplesmente desapareceu, mas você não sabe como? Pois é, as pessoas geralmente sabem o quanto ganham, mas não o quanto gastam. E muito menos aonde gastam. Para mudar esta situação, é necessário fazer um controle de despesas. Muitos erram precisamente nesse ponto, pois temem analisar os seus gastos mensais, isto significa anotar diariamente cada despesa realizada e decidir através deste controle quais despesas são fundamentais e quais delas foram feitas apenas pelo impulso de compra.

Sabendo quais são suas despesas, o próximo passo é realizar o controle e corte de alguns gastos, que pode não ser uma atividade tão prazerosa, mas quando realizada com disciplina, permite que você ganhe um novo empregado, só seu: o seu dinheiro, que agora passa a trabalhar por você.

O grande desafio é desenvolver a cultura do hábito do controle financeiro. Pois poupar exige o adiamento do consumo presente, visando ao consumo de algo maior no futuro. Para começar de uma maneira simples, estabeleça ao menos um objetivo com relação ao seu dinheiro. Busque uma meta bem simples e de curto prazo, de modo que você consiga ver os resultados mais facilmente e vá ganhando confiança em si. Em pouco tempo, você já estará buscando objetivos maiores e de longo prazo!

Tendo receitas superiores às despesas, o passo seguinte é investir. Quanto mais você conseguir economizar e investir, mais rápido você conseguirá atingir suas metas. A educação financeira é um longo caminho, mas como toda jornada, ela começa com o primeiro passo. Esse passo deve ser assumido como um compromisso consigo mesmo e mudar a sua relação com o dinheiro.

 

Espaço Financeiro

Continuar Lendo
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais em Espaço Financeiro

Artigos Populares

Esporte, Saúde e Qualidade de Vida

Mãe que pedala…

Papo de Homem

Pessoa poderosa

Turminha da Paz

Isabel e Zacarias

Para o Topo