Conectado com

Eu admiro os lápis pequenos!

Louvor

Eu admiro os lápis pequenos!

Certamente, você já pegou, em algum momento da sua vida, um pedaço de papel e um lápis para criar algo, seja um desenho, um verso, um texto ou um bilhete.

Há um bom tempo, eu escrevia muitos versos e poemas, amava fazer isso, me sentia um artista, tanto que alguns versos viraram músicas, mas não quero me aprofundar nessa história… quero refletir sobre o processo de criação…

Não adiantaria nada ter a maior das inspirações para escrever se eu não tivesse um lápis em mãos: este era meu fiel instrumento e é o lugar onde penso que estamos diante de toda a criação. Não passamos de um lápis a escrever a história que o Criador quer que escrevamos.

Um lápis não tem vontade própria, ele não é nada sem as mãos do artista e para que possamos cumprir bem as obras, precisamos estar completamente afinados e apontados, caso contrário, ao invés de uma linha, escreveremos um borrão, e nenhum artista é conhecido por um borrão em sua obra!

Por mais que Deus não cometa erros, como posso eu permitir-me ser usado sem que esteja preparado? Como posso aceitar cumprir as obras do Senhor sem o mínimo conhecimento, sem estar apontado o suficiente? Como posso ser um jarro de barro sem permitir que o oleiro me molde?

Admiro os lápis pequenos! Porque eu os vejo e tenho a certeza de que eles permitiram ser usados, por mais que doesse, permitiram ser apontados… por mais que fosse ruim e cansativo passar horas desenhando linhas que talvez eles não entendessem, foram essenciais para completar a arte. Eu admiro os lápis pequenos, pois quanto mais são usados, menor eles são e assim mais evidente fica a obra do Autor, como nos diz a Palavra: “É necessário que Ele cresça e que eu diminua”. João 3:30.

 

Tesouro

Purples

No princípio formaste a Criação, por ela atraído então
Verbo fez-se em homem e salvação
Resgataste um pobre mero pecador, incondicional amor
Deste o teu maior tesouro em cruz e dor
Nova criatura fizeste-me
Quebrantado estou, transformaste-me
Eis-me aqui, molda o meu ser em Teu querer

REFRÃO:

Um vaso a ser moldado em ti, sou
Por Tuas mãos perfeitas, Senhor
És o tesouro em meu interior, de poder renascer, na vida eterna crer
Porque maior riqueza não há, do que viver pra te exaltar
Senhor que sopra o meu respirar, cumpra o teu querer, eis o meu viver inteiramente para ti

Frágil como um vaso em barro sem valor, este é o meu coração
Pronto a ser quebrado pelo Criador
Servo Teu, estou pronto a te seguir
Me esvazia de mim
Molda o meu ser em Teu querer

REFRÃO

Pra tua glória seja a ti, Senhor
Viverei para render-te todo louvor
Por completo estou ao teu dispor
Tudo em mim a ti entregarei
O maior dos tesouros em ti encontrei
Pleno em teu Espírito serei

REFRÃO

Louvor
Éros Trentini

Continuar Lendo
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais em Louvor

Artigos Populares

Esporte, Saúde e Qualidade de Vida

Mãe que pedala…

Papo de Homem

Pessoa poderosa

Turminha da Paz

Isabel e Zacarias

Para o Topo