Conectado com

Por onde vou pedalar?

Pastores

Por onde vou pedalar?

Por Pastor Carlos Kracke – Diretor do Colégio Luterano Rui Barbosa

Acompanhado de seu treinador, Pedro saiu para seu pedal matinal. O treinador, um atleta digno de confiança e admiração, lhe disse:

– Hoje vamos pedalar por alguns minutos, você apenas me segue. E lá adiante, seguiremos por aquele atalho que passamos nestes dias.

Pedro, sabendo que não conseguiria acompanhar o ritmo do seu treinador, prestou bem atenção naquela orientação, pois do contrário poderia se perder. E assim, começaram seu pedal.

Em alguns minutos, o treinador já pedalava vários metros a frente, ditando o ritmo e a direção. Pedro o seguia, cada vez mais cansado e distante, mas resistia ao desejo de parar.

Quando se aproximaram do lugar indicado, onde tomariam o caminho mais curto, o treinador mudou de ideia. Resolveu seguir pelo caminho mais longo. Porém, vendo o cansaço de seu aluno, sugeriu, através de gestos, que ele seguisse sozinho pelo percurso mais curto, combinado anteriormente. Mas Pedro não compreendeu os gestos do treinador. Vendo que ele ia pelo outro caminho, simplesmente o seguiu. E assim pedalaram por mais algum tempo, quando então o treinador resolveu parar e esperar seu aluno.

Vendo todo o cansaço de Pedro, o treinador disse:

– Por que você não seguiu pelo caminho que havíamos combinado? Tentei te avisar, com gestos, para que você continuasse no caminho mais curto!

Foi quando Pedro respondeu:

– Desculpe. Quando não consegui entender os gestos, achei melhor fazer exatamente o que você estava fazendo.

Diante disso, podemos perceber a importância das nossas ações, dos nossos exemplos. Haverá momentos na vida em que não conseguiremos orientar e conduzir nossa família e amigos com palavras ou gestos. Eles, já cansados, desanimados e desorientados, não conseguirão prestar atenção ao que dizemos Mas, por confiarem em nós, seguirão pelo mesmo caminho que andarmos.

Por onde você tem andado? O que você tem feito? Mesmo que não perceba, com certeza alguém irá segui-lo. E se este alguém for um amigo, um filho ou seu cônjuge, vá com calma. Percebendo que o caminho não é seguro, volte. Volte por amor a eles.

Sua família, seus amigos e colegas estão precisando de bons condutores que os conduzam por caminhos de paz, amor e perdão. Por isso “não deixe que ninguém o despreze … seja um exemplo na maneira de falar, na maneira de agir, no amor, na fé e na pureza. (1 Timóteo 4:12)

Lembre-se que Jesus Cristo, o Filho de Deus, nosso Salvador, já nos mostrou o caminho por onde passar e pelo qual podemos conduzir as pessoas que nos cercam. Ele mesmo disse: EU sou o caminho, a verdade e a vida. (João 14.6) Pedale, corra, conduza, siga por este  por este caminho, pois nosso querido Deus fica perto dos que estão desanimados e salva os que perderam a esperança. (Salmo 34:18).

Pastores

Continuar Lendo
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais em Pastores

Artigos Populares

Esporte, Saúde e Qualidade de Vida

Mãe que pedala…

Papo de Homem

Pessoa poderosa

Turminha da Paz

Isabel e Zacarias

Para o Topo