Conectado com

Tomar decisões dentro da vontade de Deus (parte 2)

Rasgando a Bíblia

Tomar decisões dentro da vontade de Deus (parte 2)

4. “Deleite-se no Senhor” (Salmo 37:4)

A melhor maneira de se conhecer a vontade de Deus é colocá-Lo no centro das afeições.  Sua vontade não é conhecida por quem assume a vida cristã através de um simples “fazer” ou “não fazer”. Ela é encontrada pelos que conhecem Deus e Nele se deleitam. Quando assim agimos, Ele coloca os desejos corretos em nosso coração e, em seguida, realiza esses desejos. [N.T. – Quanto mais você estuda a Palavra de Deus, menos desejo de praticar o mal você acalenta no coração]. Por outro lado, os cristãos mundanos, ou nominais, vivem dominados por desejos fúteis, contrários à vontade de Deus, e se sentem frustrados, quando tais desejos não são realizados.

5. Nunca tome uma decisão que o leve a desobedecer ao ensino da Bíblia (João 8:31-32)

Qual é a vontade de Deus? Como sabemos encontrá-la? Basicamente, a vontade de Deus é que obedeçamos a Sua Palavra. Jesus descreveu isto como “andar na minha Palavra”. Qualquer decisão que nos leve a desobedecer a Bíblia, é contrária à vontade de Deus, sem exceção alguma. Isto é que significa “viver pela fé”. Viver pela fé é simplesmente crer em Deus e obedecer a Sua Palavra (Romanos 10:17); significa tomar decisões embasadas na Bíblia, em vez de embasadas nos sentimentos, pensamentos e circunstâncias. Em seguida, devemos confiar em Deus, pois Ele abrirá as portas certas e proverá as necessidades.

Vamos considerar alguns exemplos e como estes se relacionam com o fato de tomar decisões sábias, conforme a vontade Deus:

A Bíblia diz para não nos associarmos com o mal nem com a idolatria. (1 Coríntios 15:33; 2 Coríntios 6:14-18; Romanos 12:2; Efésios 5:11).

Viver pela fé significa que não me associarei com estas coisas. Desse modo, não é a vontade de Deus que eu frequente baladas, uma escola pagã ou consiga emprego num lugar que me exija participação na malignidade (como vender bebidas alcoólicas, usar roupas indecentes, assistir a filmes indecentes, tocar música maligna ou sensual), participar de rituais pagãos, etc. Lembro-me de uma adolescente numa igreja, que conseguiu emprego numa casa de exibição de filmes. Ela ficou saturada de ver filmes indecentes e pretendia sair, mas foi aconselhada a não fazê-lo, pelo mundano pastor de sua igreja. O resultado foi que, eventualmente, ela caiu num grave pecado.

A Bíblia ensina a não abandonar a congregação (Hebreus 10:25). A igreja é “a casa de Deus” (1 Timóteo 3:15). Portanto, não devemos tomar qualquer decisão que nos leve a abandonar a congregação, como a mudança para um lugar onde não exista uma boa igreja ou arranjar um emprego que nos afaste dos cultos. Lembro-me de um jovem que havia sido salvo do estilo de vida nas drogas. Ele prometia e estava crescendo no Senhor, até que os pais exigiram que ele voltasse a morar em sua vila, onde não havia nenhuma boa igreja que ele pudesse se tornar membro. Contrariando o conselho do pastoreio local, ele foi; e, a partir daquele dia, retrocedeu na vida cristã. Temos visto acontecer isto muitas vezes.

A verdade é que uma das principais razões para as pessoas abandonarem a igreja é que elas desobedecem a Deus, assumindo um emprego que as afasta dos cultos e, por isso, acabam retrocedendo. Consideremos as duas admoestações seguintes:

Perdemos cerca de 1/4 dos nossos jovens, depois do 9° ano; isto porque eles conseguem empregos que os afastam da igreja, por serem obrigados a trabalhar aos sábados e domingos. Quando conseguem tais empregos, fica mais fácil para se justificarem quanto à falta à reunião de jovens, cultos de domingo e eventos.

Quando uma pessoa vive pela fé, ela não aceita um emprego que a leve a desobedecer a Palavra de Deus, afastando-se da igreja. A Bíblia ensina para “não nos prendermos a um jugo desigual com os infiéis” (2 Coríntios 6:14). Desse modo, nunca é a vontade de Deus que um crente se case ou que se associe em algum negócio com alguém que não tem a mesma fé. Lembro-me de um homem, que foi um dos primeiros convertidos numa igreja nova. Ele ia bem, crescendo espiritualmente, até que entrou numa sociedade com uma pessoa com ideais imundos, o qual costumava realizar negócios desonestos, mas a oportunidade de negócio era muito rentável. Por causa disso, ele acabou na prisão e o seu testemunho foi corrompido.

Tomar decisões sábias significa que um filho de Deus não fará coisa alguma contrária à Palavra de Deus. Quando desobedecemos a Bíblia, não podemos esperar a bênção de Deus. O que muitos cristãos fazem é organizar os seus próprios planos e, em seguida, pedir que Deus os abençoe; porém isto é um retrocesso espiritual. Primeiro devemos ter certeza de que os nossos planos estão de acordo com a vontade de Deus, para, em seguida, com razão, pedir e esperar a bênção de Deus.

Rasgando a Bíblia
Jean Michell Lange

Continuar Lendo
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais em Rasgando a Bíblia

Artigos Populares

Esporte, Saúde e Qualidade de Vida

Mãe que pedala…

Papo de Homem

Pessoa poderosa

Turminha da Paz

Isabel e Zacarias

Para o Topo