Conectado com

Tomar decisões dentro da vontade de Deus (parte 3)

Rasgando a Bíblia

Tomar decisões dentro da vontade de Deus (parte 3)

6. – Não tema o homem; tema a Deus (Provérbios 29:25)

“Se alguém vem a mim e ama o seu pai, sua mãe, sua mulher, seus filhos, seus irmãos e irmãs, e até sua própria vida mais do que a mim, não pode ser meu discípulo” Lucas 14:26.

O Senhor exige que O coloquemos absolutamente no centro da nossa vida, acima de tudo e todos. As relações familiares são importantes e a Palavra de Deus nos ensina a cuidar dos nossos amados (1 Timóteo 5:8; Colossenses 3:18-21). Ao mesmo tempo, o chamado para a obra de Deus tem preferência sobre os nossos relacionamentos humanos. Através dos séculos, muitos têm resistido ao chamado divino por causa dos laços de família. Lembro-me de um homem, quando Deus o chamou para dedicar a sua vida de forma integral à obra, sua esposa deu-lhe um ultimato, avisando que iria abandoná-lo, se ele aceitasse tal vida. Ele implorou que ela ficasse, porém recusou-se a abandonar a pregação. Eventualmente, ela o abandonou e levou o filho com ela. O homem ficou de coração partido, mas recusou-se a deixar de pregar, obedecendo, assim, ao comando de pregar a Palavra de Deus. Muitos que encaram uma escolha assim têm preferido abandonar a vocação, dando as costas a Deus.

Se alguém deseja tomar uma decisão sábia, conforme a vontade de Deus, deve temê-Lo e servi-Lo mais do que ao homem. É um pecado grave temer os familiares e amigos mais do que temer a Deus. Muitos dos que estão no inferno diriam que ali estão porque temeram o que os outros iriam pensar. Muitos crentes também cometem este pecado. Devemos nos lembrar que “fomos comprados por bom preço e já não somos de nós mesmos” (1 Coríntios 6:19-20). É isto que o batismo significa. O crente morre para a vida velha e, simbolicamente, renasce para uma nova vida, na qual Cristo é o Senhor de tudo (Romanos 6:34).

Os jovens sempre cometem o pecado de temer a opinião dos homens. Eles sabem que Deus está os chamando para uma vida de piedade e serviço, mas não querem sair da multidão e, por isso, deixam de fazer a vontade de Deus. Muitos cristãos recusam deixar hábitos e interesses, porque temem deixar o que lhe faz descolado na galera ou que massageia o seu ego; isso o torna uma pessoa tola. Jesus nos admoestou: “Porquanto, qualquer que, entre esta geração adúltera e pecadora, se envergonhar de mim e das minhas palavras, também o Filho do homem se envergonhará dele, quando vier na glória de seu Pai, com os santos anjos” (Marcos 8:38).

Escolha temer a Deus!

Rasgando a Bíblia
Jean Michell Lange

Continuar Lendo
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais em Rasgando a Bíblia

Artigos Populares

Esporte, Saúde e Qualidade de Vida

Mãe que pedala…

Papo de Homem

Pessoa poderosa

Turminha da Paz

Isabel e Zacarias

Para o Topo