Conectado com

“… A oração de um justo é poderosa e eficaz” – Tiago 5:16

Semeando a Palavra

“… A oração de um justo é poderosa e eficaz” – Tiago 5:16

Como um cristão deve orar? Há uma “receita” certa para isso? O que dizer, o que pedir, como fazer? É algo difícil e distante? Enfim, muitas pessoas têm essas dúvidas. E para esclarecer e mostrar que o nosso Deus é tão maravilhoso e nos conhece tão bem, a Revista Paz traz essa reportagem especial. Confira e seja edificado pela Palavra do Senhor:

 

Livre acesso

Primeiramente, é necessário destacar que Deus enviou Jesus para que tivéssemos livre acesso a Ele. Ao contrário de religião, relacionamento é comunhão, não é o que fazemos ou deixamos de fazer. É estar apaixonado por Deus e comunicando-se com Ele, como fazemos com um bom amigo. Efésios 3:12 diz “por intermédio de quem temos livre acesso a Deus em confiança, pela fé Nele”. Como resultado da nossa fé em Jesus, podemos desfrutar de um relacionamento contínuo com Deus.

Ele enviou o seu Espírito Santo, para habitar dentro de nós. Em Lucas 1:35 diz: “O anjo respondeu: ‘O Espírito Santo virá sobre você, e o poder do Altíssimo a cobrirá com a sua sombra. Assim, aquele que há de nascer será chamado santo, Filho de Deus’”.

Assim, temos livre acesso a Deus. Podemos conversar com Ele, sem preparativos especiais, ou seja, a oração deve ser algo espontâneo, do seu coração, para Deus… é uma conversa sincera, um meio que Deus concedeu aos homens para se comunicar com Ele. Através da oração, as pessoas podem obter perdão, buscar força para corrigir seus erros, buscar um alívio para um sofrimento, solicitar algo que necessitam, expressar sua alegria e gratidão pelas bênçãos que recebem.

 

Orar com sabedoria

Nunca devemos orar de forma repetitiva ou falando coisas sem sentido. Devemos nos concentrar no que estamos dizendo. Deus é nosso Pai, nos ama e quer que conversemos com Ele de boa vontade.

A fé é um princípio de poder. Orar com fé é saber que Deus pode fazer qualquer coisa. A fé implica também em ação. Se você precisa tirar uma boa nota na prova, faça a sua parte estudando. Depois, ore a Deus para que você possa recordar o que estudou. Se você quer ser uma pessoa melhor, ore a Ele pedindo forças para isso, depois se esforce o máximo que puder para corrigir a sua vida. A fé sem obras é morta.

Você pode provar grandes experiências espirituais durante uma oração. Esforce-se para orar com mais eficiência e você sentirá a forte influência que emana de Deus.

 

O Pai Nosso

O “Pai Nosso” é a oração que Jesus nos ensinou, como modelo. Certamente, a oração mais verbalizada em todos os tempos. Mas, Ele também nos advertiu para não fazermos “vãs repetições de palavras”: “E, orando, não useis de vãs repetições, como os gentios; porque presumem que pelo seu muito falar serão ouvidos” (Mateus 6:7). Ou seja, não basta orarmos o “Pai Nosso” e achar que fizemos o nosso “dever do dia”. A oração vai muito além disso…

“Portanto, vós orareis assim: Pai nosso que estás nos céus, santificado seja o teu nome; venha o teu reino, faça-se a tua vontade, assim na terra como no céu; o pão nosso de cada dia dá-nos hoje; e perdoa-nos as nossas dívidas, assim como nós temos perdoado aos nossos devedores; e não nos deixes cair em tentação; mas livra-nos do mal, pois teu é o reino, o poder e a glória para sempre. Amém”. Mateus 6:9-13.

Assim, Deus nos deu um modelo de oração, para que entendêssemos um “caminho” a seguir, para que tivéssemos uma direção…

De acordo com o pastor Vicente Mariano, presidente da Igreja Assembleia de Deus Marechal Cândido Rondon, essa oração contém seis petições, três necessidades e quatro declarações.

Ele explica que, com essa oração, Jesus quis nos ensinar o seguinte (vejamos os tópicos destacados pelo pastor Vicente):

 

As petições

Venha o teu reino

“Assim como tu me enviaste ao mundo, também eu vos enviei ao mundo”.   João 17:18. Jesus nos ensina a sermos missionários e, com isso, estabelece em nós o seu reino. Reino constituído de amor, paz, humildade, mansidão, bondade, alegria, fidelidade, etc.

 

O pão nosso nos dá hoje

“Tiraram, então, a pedra. E Jesus, levantando os olhos para o céu, disse: Pai, graças te dou porque me ouviste”. João 11:41. Jesus nos ensina a ter espírito de dependência. Depender de Deus em tudo, desde o pão da nossa mesa até a nossa vida espiritual e material.

 

Seja feita a tua vontade

“E, sem enfraquecer na fé, embora levasse em conta o seu próprio corpo amortecido, sendo já de cem anos, e a idade avançada de Sara…”. Romanos 5:19 ; “…embora sendo Filho, aprendeu a obediência pelas coisas que sofreu”.  Hebreus 5:8. Quantas vezes aceitamos a vontade de Deus, sem antes impor a nossa vontade em nossas próprias vidas e na vida dos outros?

 

Perdoa as nossas dívidas

“Contudo Jesus dizia: Pai, perdoa-lhes, porque não sabem o que fazem. Então, repartindo as vestes dele, lançaram sortes”.  Lucas 23:34. Jesus nos ensina a ter espírito perdoador, mas muitas vezes, não nos conscientizamos de nossas falhas e dívidas com as outras pessoas e com o próprio Senhor.

 

Não nos deixe cair em tentação

”Vigiai e orai, para que não entreis em tentação; o espírito, na verdade, está pronto, mas a carne é fraca”. Mateus 26:41. Jesus nos ensina a vigiar para não cairmos na tentação. Exemplo: vigiar o falar, o agir, em ceder à vontade da carne. Nós temos armas para isto: o sangue de Jesus, o nome de Jesus, as armaduras de Deus e a Palavra da Verdade.

 

Livra-nos do mal

“Pois quem amar a vida e ver dias felizes, refreie a sua língua do mal e evite que os seus lábios falem dolosamente; aparte-se do mal, pratique o que é bom, busque a paz e empenhe-se por alcançá-la”. I Pedro 3:10-11. Tudo o que nos separa de ter comunhão com Deus é mal.

 

As necessidades

Pai Nosso

Todos nós temos necessidade de um Pai. A figura paterna nos é como força, consolo e refúgio. “Não temos nós todos o mesmo Pai? Não nos criou o mesmo Deus? Por que seremos desleais uns para com os outros, profanando a aliança de nossos pais?” Malaquias 2:10.

 

O Pão nosso

Temos necessidade de nos alimentar e ganhar o nosso próprio pão ou alimento. “A elas, porém, determinamos e exortamos, no Senhor Jesus Cristo, que, trabalhando tranquilamente, comam o seu próprio pão”. II Tess. 3:12.

 

Perdoa…

O perdão é necessário; é essencial à vida do homem. Jesus nos ensinou a sermos perdoadores, conscientizando-nos das nossas dívidas e faltas. É o primeiro passo para o arrependimento “…e que em meu nome se pregasse arrependimento para remissão (perdão) de pecados, a todas as nações, começando por Jerusalém”.  Lucas 24:47

 

As declarações

Adoração

Chamá-lo de Pai significa adorá-lo. “Mas vem a hora, e já chegou, quando os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade; porque são estes que o Pai procura para seus adoradores”. João 4:23-24.

 

Santificação

O nome de Deus é santificado através de Jesus e nós o santificaremos vivendo o seu Evangelho. “…para que eu seja ministro de Cristo Jesus entre os gentios, no sagrado encargo de anunciar o evangelho de Deus, de modo que a oferta deles seja aceitável, uma vez santificada pelo Espírito Santo”. Romanos 15:16. “E todos nós com o rosto desvendado, contemplando, como por espelho, a glória do Senhor, somos transformados de glória em glória, na sua própria imagem, como pelo Senhor, o Espírito”. II Coríntios 3:18.

 

Vontade

Praticar, estar na vontade de Deus, aceitar a vontade de Deus é uma das formas de louvá-lo e adorá-lo. “Ensina-me a fazer a tua vontade, pois tu és o meu Deus: guie-me o teu bom Espírito por terreno plano”. Salmo 143:10; ”Ora, o mundo passa, bem como a sua concupiscência; aquele, porém, que faz a vontade de Deus permanece eternamente”.  I João 2:17.

 

Teu é o reino, o poder e a glória para sempre

“…Ele reinará para sempre sobre a casa de Jacó, e o seu reinado não terá fim”  Lucas 1:33.

E reinará para sempre, e o seu reino não terá fim!

Semeando a Palavra
Pastor Vicente Mariano - Assembleia de Deus MCR

Continuar Lendo
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais em Semeando a Palavra

  • Semeando a Palavra

    Aquele irmão

    Por

    “E com ele enviamos aquele irmão cujo louvor no Evangelho está espalhado em todas as igrejas....

  • Semeando a Palavra

    Dinheiro!

    Por

    O dinheiro é o maior causador de problemas do mundo. Nenhum assunto produz tantas brigas familiares...

  • Semeando a Palavra

    Lágrimas… PARTE 2

    Por

    Dando continuidade ao texto publicado na edição anterior da Revista Paz, aprenderemos mais algumas verdades de...

  • Semeando a Palavra

    Lágrimas… (PARTE 1)

    Por

    O Salmo 56:8, nas palavras destas duas versões Bíblicas, nos mostra algo muito interessante sobre as...

  • Semeando a Palavra

    O que Cristo sofreu por nós – Parte 2

    Por

    Continuemos, então, o texto publicado ontem: No mesmo instante, o seu Police, com um movimento violento...

Para o Topo