Conectado com

Humanização do Ensino

Educação

Humanização do Ensino

Em tempos modernos, em que nossos corações e nossa rotina seguem ritmos acelerados, com o excesso de informações recebidas e compartilhadas, algumas práticas perdem a sua relevância, e na educação não é diferente. Neste sentido, talvez o maior desafio seja justamente exercitar e ampliar a educação humanizada, em que ensinar e aprender passam por processos de acolhimento, presença, amor e empatia.

A professora Dra. Ana Paula Batalha Ramos afirma que “a educação só faz sentido se houver troca, se for dual: do professor e do aluno”. Sob esta ótica, podemos complementar que, para a aprendizagem fazer sentido, é necessário que o aluno se sinta parte do processo e perceba que está sendo acompanhado pelo professor, o qual, por sua vez, precisa sentir e receber o olhar da coordenação pedagógica e da direção escolar. A família também é parte integrante e constante em todo o processo educacional, auxiliando assim na construção da identidade do espaço escolar. Segundo o professor Sílvio Iung, “a essência da escola deve ser alicerçada nos valores humanos, éticos e sociais.” Estes valores permearão todas as fases da vida de nossos alunos e, conforme citamos no início deste texto, fazer nosso aluno compreender e aplicar, por exemplo, a empatia significa muito mais do que dar explicações sobre a capacidade de sentir o que sentiria uma outra pessoa se estivesse na mesma situação vivenciada por ele; a compreensão real virá através da vivência, da observação e do exemplo, e é justamente aí que nós, educadores e pais, seremos os agentes principais, os chamados “adultos da história”.

O educador César Nunes, enquanto entusiasta do ensino humanizado, destaca que “a criança precisa ter duas grandes estreias seguras em sua vida, sendo a primeira na família e a segunda na escola.” Segundo ele, para avançar nos estudos, a criança precisa contar com o amor e a presença dos pais e, na escola, sentir-se acolhida, amada e conduzida. Desta forma, ela fica, é feliz e se sente parte da escola, pois vivenciou a primeira relação necessária no âmbito escolar: a humanização.

A educação humanizada vai muito além da transmissão de conteúdo: ela acolhe, envolve, favorece a troca, valoriza a criatividade e resulta na construção do conhecimento, sem distinção de idade, nível de ensino ou classe social.

Educação

Continuar Lendo
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais em Educação

  • Educação

    Inovar para inspirar

    Por

    Por Prof. Ms. Adriana da Cunha – Coordenadora Pedagógica do Ensino Fundamental II e Ensino Médio...

  • Educação

    A arte de cuidar e ser cuidado

    Por

    Por Liane M. Stamm Schwingel Psicopedagoga, historiadora e pós-graduada em Gestão Escolar Coordenadora Geral e professora...

  • Educação

    Dinheiro não é tudo, mas ajuda!

    Por

    Por Ildemar Kanitz – Diretor do Colégio Evangélico Martin Luther Como estão as suas contas? Você...

  • Educação

    2021 está aí, e você?

    Por

    Por Ildemar Kanitz – Diretor Colégio Evangélico Martin Luther Vivemos numa sociedade em que ainda é muito...

  • Educação

    2020: um ano perdido na educação?

    Por

    Por Letícia Schach – Coordenadora de Tecnologias Educacionais Mestre na área de Tecnologias e Formação de...

Para o Topo