Conectado com

Uma alma vale mais que o mundo inteiro – Parte 1

Semeando a Palavra

Uma alma vale mais que o mundo inteiro – Parte 1

Em Salmos 8:3-5 lemos: “Quando vejo os teus céus, obra dos teus dedos, a lua e as estrelas que preparaste; que é o homem mortal para que te lembres dele? E o filho do homem, para que o visites? Contudo, pouco menor o fizeste do que os anjos e de glória e de honra o coroaste”.

Nesse texto, há uma pergunta relevante: O que é o homem para que o Senhor se lembre dele? É como se o salmista perguntasse: “Por que te importas conosco? Por que olhas uma segunda vez para nós?”

Fomos formados dentro da igreja ouvindo: “Uma alma vale mais que o mundo inteiro”. Mas, na prática, vivemos isso realmente? Se dissermos que uma alma vale mais que o mundo inteiro, significa que minha vida, minha família, as pessoas que compõem nossa igreja e nosso ministério valem mais que nosso patrimônio financeiro e nosso capital simbólico.

Se cremos mesmo que uma alma tem mais valor que qualquer outro bem, não podemos ser incoerentes dando mais valor às coisas que às pessoas, não podemos investir menos no resgate das almas e na edificação do próprio ser humano que nas coisas materiais. Coisas são para ser usadas e pessoas são para ser amadas! As maiores coisas da vida não são coisas.

A alma humana é eterna, logo, seu valor ultrapassa este tempo presente, por isso, é preciosa. Jesus questionou: “Pois que aproveita ao homem ganhar o mundo inteiro, se perder a sua alma? Ou que dará o homem em recompensa da sua alma”? (Mateus 16:26). Em outras palavras, é como se o Senhor Jesus dissesse: “O que adianta alguém ganhar o mundo inteiro, mas perder a vida verdadeira”?

Pois não há nada que poderá pagar para ter de volta essa vida. (Mateus 16:26). Quais as implicações de entendermos que uma alma vale mais do que o mundo (as coisas do mundo) inteiro?

Quando damos o valor que Deus dá para alma humana, vamos nos valorizar a nós mesmos como Deus nos valoriza. Temos a consciência de que fomos criados à imagem e à semelhança de Deus (Gn 1:26,27), fomos transformados em filhos de Deus (Jo 1:12,13), Deus nos usa como catedrais ambulantes do Espírito Santo (1Co 3:16, Jo 14:23), principalmente com nossa família: “Mas, se alguém não tem cuidado dos seus e principalmente dos da sua família, negou a fé e é pior do que o infiel” (1Timóteo 5:8).

Quando damos o valor que Deus dá para alma humana, nossa visão, nossa missão e nossas ações irão frontalmente contra os princípios da lógica e racionalismo, quando tivermos de decidir entre as coisas e as pessoas. Mt 18:10-14: “Então ele lhes propôs esta parábola: Qual de vós é o homem que, possuindo cem ovelhas, e perdendo uma delas, não deixa as noventa e nove no deserto, e não vai após a perdida até que a encontre? E achando-a, põe-na sobre os ombros, cheio de júbilo; e chegando a casa, reúne os amigos e vizinhos e lhes diz: Alegrai-vos comigo, porque achei a minha ovelha que se havia perdido. Digo-vos que assim haverá maior alegria no céu por um pecador que se arrepende, do que por noventa e nove justos que não necessitam de arrependimento”.

Pense nisso e viva melhor!

Semeando a Palavra
Pastor Vicente Mariano - Assembleia de Deus MCR

Continuar Lendo
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais em Semeando a Palavra

Para o Topo