Conectado com

Como estão suas raízes?

Sintonia com Deus

Como estão suas raízes?

Algum tempo atrás, eu estava no centro da cidade, e juntamente com um empresário, olhávamos para as raízes de uma árvore (provavelmente mais velha que nós), e notamos os estragos que estas raízes faziam nas calçadas e na ciclovia (longe de mim, fazer apologia ao corte indiscriminado das árvores que embelezam as ruas de nossa cidade).

E nesse momento, analisando os estragos causados por aquelas raízes que saiam na superfície, podendo inclusive causar queda aos pedestres e ciclistas, começamos a comparar com as raízes da vida espiritual que, quando são muito superficiais, somente de aparência, podem inclusive levar outras pessoas à queda (na fé). Na carta à igreja de Corinto vemos o alerta do apóstolo Paulo: “Não vos torneis causa de tropeço, nem para judeus, nem para gentios, nem tampouco para a igreja de Deus”.  (1Co.10:32 – ARA)

Uma das funções das raízes, além de fixar a planta no solo, é absorver materiais nutritivos para a planta, como sais minerais, substratos e água (cienciasresumos.com.br); assim o cristão deve firmar suas raízes em Jesus, fonte de água viva (cf. Jo.7:37-39), e Nele buscar suprir suas necessidades através da oração e leitura bíblica.

O apóstolo Paulo recomenda, quando escreve aos Colossenses: “Aprofundem Nele [Jesus] suas raízes e sobre Ele edifiquem sua vida. Então sua fé se fortalecerá na verdade que lhes foi ensinada, e vocês transbordarão de gratidão” (Cl.2:7 – NVT).

Já no livro de Jeremias, cap. 17, vers. 7 e 8, encontramos a seguinte descrição: “Bendito o homem que confia no Senhor e cuja esperança é o Senhor. Porque ele é como árvore plantada junto às águas, que estende suas raízes para o ribeiro e não receia quando vem o calor, mas a sua folha fica verde; e no ano de sequidão, não se perturba, nem deixa de dar fruto” (ARA).

Ainda observando aquela árvore na calçada, vimos a sua grandeza, e cogitamos sobre os estragos que causaria, se um forte vento a derrubasse. Assim, também na vida cristã, aqueles que não têm suas raízes firmadas nas bases da fé, podem ser facilmente influenciados por ‘ventos de doutrinas’, conforme alerta o escritor da carta aos Efésios: “O propósito é que não sejamos mais como crianças, levados de um lado para o outro pelas ondas, nem jogados pra cá e pra lá por todo vento de doutrinas e pela astúcia e esperteza de homens que induzem ao erro” (Ef.4:14- NVI).

Muitas vezes, podemos ter ‘aparência’ de grandes cristãos (grandes árvores), mas se nossas raízes não estão firmadas junto ao ribeiro das águas vivas de Jesus, podemos além de ser tropeço aos irmãos (raízes na calçada), ser facilmente levados por ventos que podem causar a queda… e então, o estrago, certamente, será muito grande.

Então, firmemos nossas raízes na fé em Cristo, não ficando na superficialidade da aparência, pois se estamos em pé é pela firmeza de nossas raízes… mas atenção: “Portanto, aquele que pensa que está de pé é melhor ter cuidado para não cair” (1Co.10:12 – NTLH).  Abraço, com raízes em Cristo!

Sintonia com Deus
Vanderlei Britzke

Continuar Lendo
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais em Sintonia com Deus

  • Sintonia com Deus

    (Pre) Ocupados em servir Jesus

    Por

    Li um versículo que me chamou atenção: “Quando Jesus foi para casa, uma grande multidão se...

  • Sintonia com Deus

    Conversão

    Por

    Você já se converteu? Ou melhor, você já converteu seu Caminho? No meio evangélico, quando alguém...

  • Sintonia com Deus

    Buscai o Senhor de Coração!

    Por

    Ao lermos a história do povo de Israel, especialmente de seus reis e reinados, vemos que...

  • Sintonia com Deus

    Depois da tempestade, vem a bonança

    Por

    A música “Meu Barquinho”, da cantora Giselli Cristina, gravada em 2010, foi composta para o público...

  • Sintonia com Deus

    Como está o plantio?

    Por

    Se eu fizer esta pergunta aos agricultores, certamente me relatarão informações da lavoura referente à quantidade...

Para o Topo