Conectado com

Ansiedade: como perceber no dia a dia

Refletindo

Ansiedade: como perceber no dia a dia

Por Mariana D. Herdt

Já deve ter ouvido falar que estamos o tempo todo ansiosos, buscando algo para fazer, medo do futuro ou muitas lembranças do passado.

A ansiedade é um sentimento normal na vida de todos nós. Quando está controlada, ela é considerada saudável. O medo nos ajuda a evitar comportamentos impulsivos, situações que possam nos colocar em riscos, por exemplo.

 

A ansiedade pode ser considerada um dos grandes males modernos. Diferente da ansiedade normal, que sentimos na véspera de uma prova ou de uma reunião importante, a ansiedade patológica é um transtorno mental sério que, se não tratado, pode desencadear graves crises de pânico

Mas como saber se a sua ansiedade passou do limite?

Precisamos levar em conta que cada um tem uma forma específica de reagir à ansiedade, também levando em conta a genética de cada pessoa. Seguem alguns aspectos:

 

Emocionais: irritabilidade, sentimento de culpa, medo, preocupação exagerada com o futuro e com a saúde, tristeza, comportamento de fuga, nervosismo;
Cognitivos: dificuldade de concentração, pensamentos negativos, aceleração dos pensamentos ou “vazio” na mente, linguagem afetada;
Físicos: dor no peito, taquicardia, formigamento, sudorese, calafrios, “frio na barriga”, tensão muscular, desconforto gastrointestinal.
Como o psicólogo pode me ajudar?

É sempre importante ressaltar que o trabalho na terapia depende dos dois: terapeuta e paciente. Antes de qualquer coisa, é importante que o paciente esteja aberto a compreender novas questões que possam surgir, e ajudar o terapeuta a interpretar as diferentes formas que o paciente possa ter de comportar-se diante de situações.

Assim, o terapeuta terá o objetivo de entender o que ocasiona os episódios de ansiedade do paciente, principalmente quando isto passa a ser algo corriqueiro. Sentir ansiedade vez ou outra é normal e todos nós sentimos. O problema está quando isso se torna parte do dia-a-dia e o paciente percebe que está o tempo todo ansioso, que está o tempo todo esperando por algo, sendo que sequer existe algo previsto para acontecer.

 

Como o psicólogo trabalha a ansiedade na Terapia?

Na terapia, trabalhamos os pontos que podem estar causando mais tensão na vida do paciente, e o porquê dele sentir-se assim frequentemente. O objetivo é mostrar ao paciente quais as formas de lidar com isso, como proceder quando sentir que a ansiedade está incomodando, ou mesmo prever quais situações poderão deixá-lo ansioso, onde ele já poderá ter ferramentas para enfrentar isso.

 

Refletindo
Psicólogas Caroline Katiuscia Krummenauer, Mariana D. Herdt e Valdirene Sutil Rafaeli

Continuar Lendo
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais em Refletindo

Artigos Populares

Esporte, Saúde e Qualidade de Vida

Mãe que pedala…

Papo de Homem

Pessoa poderosa

Turminha da Paz

Isabel e Zacarias

Para o Topo