Conectado com

Anos Dourados

Eu não concordo!

Como você lida com a discordância? Isto é, quando alguém fala ou faz coisas de modo diferente do que nós entendemos que deveria? Principalmente, se aquilo nos afeta negativamente. Verdade é que, de alguma forma, nós sempre reagimos. Mesmo não falar ou não fazer nada é uma forma de reação. E com certeza, muitas são as vezes em que nossas reações não são as melhores.

Às vezes, reagimos com orgulho, como se nós fôssemos sempre os donos da verdade, e o outro inferior. Alguns reagem sempre como juízes, condenando sumariamente qualquer um que ouse discordar das suas opiniões. Taxam logo o outro com algum adjetivo negativo, como ignorante, mau, egoísta, mal-intencionado e coisas do gênero. Outra forma de reação que pode trazer problemas é a rispidez, respondendo sempre com agressividade, com raiva, com impaciência ou xingamento. Ou nem deixamos a outra pessoa expor totalmente a sua ideia, as suas razões. A reação de plena concordância sempre, também é um problema. Revela também que não estamos dando a devida atenção ao que o outro pensa.

A forma como lidamos com a discordância traz consequências. Só destacamos aqui que ela afeta o nosso relacionamento com as pessoas. As pessoas podem se afastar de nós. Ou podem ficar mais agressivas conosco. Ou ainda, podem começar a não dizer mais para nós o que pensam, especialmente a respeito de nós.

Na Bíblia, em Provérbios 12:18, lemos: “Palavras precipitadas são como pontas de espada, mas as palavras dos sábios são remédio”. E ainda, no cap. 15: “A resposta branda desvia o furor, mas a palavra dura suscita a ira”. É preciso que reflitamos e analisemos como estamos reagindo às discordâncias. Podemos. com atitudes bem simples. melhorar muito a nossa convivência com as pessoas, especialmente com nossos familiares. E mesmo que tenhamos que discordar de alguém que esteja flagrantemente contra a vontade de Deus, devemos fazer isso no espírito de Gálatas 6:1: “Irmãos, se alguém for surpreendido em alguma falta, vocês, que são espirituais, restaurem essa pessoa com espírito de brandura.”

Por fim, sempre lembrando: “Que a vida de vocês seja dominada pelo amor, assim como Cristo nos amou e deu a Sua vida por nós”. (Efésios 5:2 NTLH).

 

Anos Dourados
Romildo Wrasse

Continuar Lendo
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais em Anos Dourados

  • Anos Dourados

    Quando a ansiedade é um problema

    Por

    Você se preocupa demais com as coisas, por antecedência? Você sofre por antecedência com o que...

  • Anos Dourados

    Experiência conta?

    Por

    Recentemente, ouvi a expressão “bananeira que já deu cacho”, referindo-se a uma pessoa idosa. Um tronco...

  • Anos Dourados

    Você é legalista?

    Por

    O que é ser legalista? É a pessoa que ensina e aplica o legalismo. Legalismo é...

  • Anos Dourados

    Idade, vida e movimento

    Por

    “Cresçamos em tudo até alcançarmos a altura espiritual de Cristo” Ef 2:15   “A vida é...

  • Anos Dourados

    Idosos e o tempo – falta ou sobra?

    Por

    Falar de tempo é algo bem atual. Cada pouco se ouve expressões como: não tenho tempo!...

Artigos Populares

Para o Topo